quinta-feira, 18 de outubro de 2007



Feliz cumpleaños cariño mío

mi "hija" más dulce, más mona, alma de mayor belleza, Mar de mis sueños, tierra de mi confianza, tablao más suave, ay qué te quiero tanto!

Recibe tú un beso de tú "madre" mamarracha e vete por jaleo hoy con la h.......de tú otra "madre" y con tú "padre" y con tús "hermanos" y con todolos otros qué te tienen en lo corazón. Somos muchos. Y tantos! Así azules para ti.

5 comentários:

Anónimo disse...

GRACIAS
GRACIAS
GRACIAS


MEJOR Y MÁS RARA MADRE DEL MUNDO

-pirata-vermelho- disse...

...es que más me gusta esta otra lengua, tan bela y fuerte!




(PARA BEM pra si, sempre! oh feliz festejada)

# disse...

Graciosa Maria del Mar.

:)

Lizzie disse...

Estou de acordo consigo, o espanhol é belo e forte, tão forte que até já me pediram, em Lisboa, que o falasse, tal é o dom de transformação que tem na voz.


E é tão graciosa e versátil e bonita, além de boa pessoa, que, muito transformada, anda por aí, nas ruas de Lisboa.Com ar de quem apaga os anos com uma borracha de doçura.

Em nome dela e no meu, obrigada.

nnannarella disse...

Era inícios de Fevereiro, brincávamos aos haréns com o Seintji e às freiras malucas no convento. Falávamos de seríngicos e de mil outras coisas. Os flamencos e tablaos estavam na ordem do dia. Eu ofereci "flores y fortunas bacantes" à mais nova, com um "Baco" de Garcia Lorca escrito a verde, porque ela vinha dançar acá. Ela gostou muito do meu banco, no jardim das Amoreiras, porque lhe havia lembrado qualquer coisa passada em Salamanca. Fizeste-lhe uma comovente biografia. Quis oferecer-me flores da terra dela e beber uns copos,
desde que tu dançasses bocadinhos de Albéniz...:)

Ainda parece que foi ontem. Caramba... Diz-lhe que lhe mando mais "flores y fortunas", votos de muitos anos de vida
e mais uma cesta repleta de diospiros, uvas e romãs.

pede-lhe desculpa por eu perder assim o fio ao tempo, mas nunca o do pensamento. E diz-lhe que fiz um tchin-tchin antes e depois do minuto e cinquenta e sete, em pleno cenário azul e glorioso.

manda-lhe o meu abraço e pergunta-lhe pelo livro!