quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Previsões semi-astrológicas para o ano de 2009



Pela vidente Lizzie Pitanguí Xamaradú Karamba Oxalá

(agenti pidiu à qui chama só Lizzie pá pô esta prosa em putuguês de Potugall, sim áinda acórdô ortugráfico, pá usês num ficarem maluco que nem eu e agenti só vai falá di Portugall purque vidente cunségue vê daqui pa í)
Atão vamo lá cu á cuversa se usês num simporta não:

Trabalho e negócios:
Como Saturno vai praticar jardinagem a Júpiter , o ano será de franca expansão. Serão criados quatro milhões e meio de novos postos de trabalho.




Seguindo a sua vocação de descobridora virada para o desenrasque, os portugueses darão novos mundos ao Sistema Solar, partindo à descoberta do planeta XPR230089, rico em matérias primas, substituindo assim o petróleo, as energias eólica e nuclear e trazendo componentes para o fabrico de computadores Magalhães que aproveitarão para vender no trajecto para o citado planeta.

Cada português fundará três bancos, para o caso de falência dos já existentes.



Más notícias para os deputados que, em cada sessão parlamentar, serão chamados três vezes, pelo sistema de braço-no-ar-presente de forma a comprovar-se a sua presença efectiva.

Para os outros cidadãos a jornada de trabalho será reduzida para vinte cinco horas semanais, sendo a reforma atribuída, com retribuição por inteiro, aos trinta e nove anos para quem começou a trabalhar aos doze e cinquenta para os restantes.


Cultura e educação:


Como Mercúrio irá ouvir a Oratória de Natal de Bach, enquanto toma chá, na terceira casa de Úrano, o IVA sobre livros e outros instrumentos de desfrute e saber será reduzido para 2%, totalmente dedutível no IRS.



As crianças que trabalham dez horas por dia e as adolescentes a fazer serviço em bares na Galiza, serão enviadas para estabelecimentos escolares, mesmo contra a vontade dos pais, dos tios, dos avós e dos vizinhos.

Os professores terão autoridade para ensinar aos alunos, sem que estes os mandem para partes inestéticas, que D. Afonso Henriques foi o primeiro rei português e não o primeiro presidente da república, bem como 2x2=4.

Ficarão mais interessados em aprender que em mandar duas mil sms para o companheiro de carteira durante as aulas.




Os portugueses deixarão de usar, a exemplo de outros países, os títulos de doutor e engenheiro mesmo quando vão comprar pão, lavar o carro, comprar bilhete para o futebol ou marcar para manicura.


Saúde e beleza:
Como Vénus irá para um solário no quinto anel de Saturno, desprezando Mercúrio,
todos os portugueses tomarão um duche diário, aprendendo a lavar as mãos depois de várias actividades que a decência impõe como privadas.

Devido à melhor e mais racional alimentação, às menores preocupações com os créditos, trãnsito e transportes, à prática de actividade física, os portugueses ficarão, em média, mais altos e saudáveis.



Em prol do bom funcionamento das articulações e demais sistemas, e pela primeira vez na história, os portugueses aprenderão a andar pondo um pé à frente do outro (o chamado andar para a frente) e não um para trás do outro, como têm acontecido até aqui.

As queixas na coluna vertebral diminuirão à medida que forem aprendendo a andar de cabeça erguida.

Os fumadores, os gordos, os magros, os seropositivos e os cancerosos serão absolvidos da sua culpa e terão tratamento digno sem lhes perguntarem o que andaram a fazer nem quantos anos têm. Ninguém se arrenderá de ter cometido o acto de nascer.




Amor e amizade:
Como Vénus encontrou Marte, Plutão, Neptuno e Úrano e a Terra numa visita a uma cratera da Lua, os casamentos e outras partilhas deixarão de se tornar jogos de xadrez à procura de xeques à rainha ou ao rei.



Os homens não se sentirão diminuídos com a falência funcional da libido e as mulheres não sofrerão de dores de cabeça ao deitar.

E seguindo o exemplo dos outros países, o governo português decretará, sem temor de castigo papal, o casamento entre pessoas do mesmo sexo.




Os homens não terão medo de acharem em público outro homem bonito. Também vão deixar de bater nas mulheres e nos filhos quando a sopa está demasiado quente ou fria ou morna.

Ninguém morrerá devagarinho de solidão.





Para informações mais detalhadas é favor contactar os telefones 0034-9......,351-21....., 96......, 91..... a 0,62Euros acrescida de IVA à taxa de 2008.
………………………………..

Assim sendo,eu Lizzie, Eli, Élis, E.W.G., Maria Papoila




desejo-vos já, na medida das possibilidades e sonhos de cada um, um Bom Natal, ***** para o Capitão Haddock, e um Bom Ano, já que estou quase de abalada e as minhas vindas aqui serão esporádicas.
……………………………….
Mais boto aqui esta música por ter referência a fotografias (faladas no anterior post) e também para desejar coragem e melhoras a todas as mulheres que, como Luz Casal, sofreram ou sofrem de cancro da mama ou outros sem esquecer os padecimentos dos homens, claro.


lo eres todo - luz casal

Em termos de posts, até para o ano.



e, já agora, a abertura da Oratória de Natal, que botou boa disposição e generosidade em Mercúrio (sempre forreta e com problemas renais), quando foi à terceira casa de Úrano.



30 comentários:

Anónimo disse...

riso cruel, Lizzie.


sem ironia desejo-lhe boas festas e um ano à medida do seu talento.


lindo o poste de baixo.


falta o resto dos nºs.:-(


***

the joker disse...

mau... fiquei baralhada... há pouco quis deixar comentário aqui mas pareceu-me que não estavam abertos; e acabei por deixá-lo não sei onde. Queria apenas dizer-lhe do meu agrado face a este seu texto. Disse-lhe no outro comentário que a música que mais me agrada é a de uma boa cabeça a trabalhar - que bela sinfonia se escuta no seu texto :-)
tudo de bom para si
Ah, e dizia-lhe que também eu já fui maria papoila :-)

Arabica disse...

E já tenho saudades dos teus posts, Zizzie astrologa :)

Porque Vénus me parece demasiado afastado e Mercurio não tem praia, Jupiter quem sabe, para o meu signo, seja uma boa escapatória :), dado que para todos os efeitos, já estou livre dos 39 anos de trabalho adivinhados nos teus respeitáveis prognósticos :)


E que não falte luz e coragem a todos os que se debaterem com as verdadeiras e longas batalhas desta vida!


Como sempre tiro-te o chapéu, o gorro e o panamá, pelo humor, imaginação, ternura, carinho, criatividade com que nos mimas, semana após semana!

Obrigada, Lizzie!


Que a cortina caia suavemente sobre o velho ano e varra na sua pureza, tudo de quanto mau, nos trouxe!


ABraço-te,

Haddock disse...

karamba, lizzie, ficámos tão animados com as profecias que quase cedemos à tentação de encomendar à vidente homónima o nosso próprio mapa semi-astral!! contudo, o catastrofismo induzido pelos falsos zaratustras tem sido tal, que não ousamos sequer arriscar...
um bom *asterisco* e um excelente 2009 para vódes com muita saúde!!



e oxalá a pitangui xaramadú acerte...

Alien8 disse...

Lizie,

Não fosse a preciosa inclusão de Karamba, o autêntico Professor, muito consultado pelos Colegas, e duvidaria da exequibilidade das previsões. Mas assim só tenho dúvidas quanto à da instituição do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Todas as outras me parecem perfeitamente credíveis, como se nota nas imagens que tão bem as acompanham.

2009 será, portanto, um gande ano.
Um ano à medida do teu coração e do teu sentido de humor.

Se não escreveres mais posts até ao ano que vem, não faz mal, este vale por muitos.

Em todo o caso, desde já, e sem prejuízo de reincidência (isto é que é falar, Karamba!), um óptimo Natal para ti, e aquele 2009 que desejas.

Sem ironia, mas com amizade.

Um abraço.

Lizzie disse...

Anónimo:
qual é o riso cruel?
O meu ou o seu?:)
O meu a bem dizer não costuma ser, o seu não faço ideia. A vidente tem o telemóvel desligado...senão perguntáva-lhe.

Obrigada e boas festas e bom ano também para si.

Lizzie disse...

Joker:
eu não fechei os comentários. Acho que esta coisa é que os fecha sózinha. Às vezes acontece-me ir a outros blogues e também dou com o nariz na porta. Volto mais tarde a ver se a coisa já funciona:)

Vi o outro e respondo aos dois.

Pois que já não me lembro porque é que me comecei a chamar Maria Papoila.

Obrigada por achar que o texto é uma sinfonia, mas, dando-lhe assim essa grandeza, prefiro que seja um concerto: faz de conta que eu sou o instrumento solistas e vocês, com os vossos comentários, são a orquestra.

E não, não sou de grandes festas obrigatórias pelo calendário. Prefiro as improvisadas, sem tempo fixo.

Obrigada mais uma vez.

Lizzie disse...

Arabica:
tenho que perguntar à Zizzie qual o meu planeta. Só me lembro de me dizerem que estou na ponte entre dois signos e que é uma grande confusão.
Também me lembro que Vénus andava para ali às voltas com Marte, salvo erro. Enfim, coscuvilhices.

Mercúrio, disse-me a vidente, tem umas pistas de neve óptimas:)) Muito fresco!

Também espero que haja muita Luz para as pessoas doentes e não só no Natal dos Hospitais.
Quando foi diagnosticado à Luz Casal, na mesma altura, pareceu uma epidemia no mundo dos palcos.

Ainda bem que já completaste os trinta e nove anos de trabalho:))

Vou perguntar à Zizzie os números do Euro milhões.
Porque é que os videntes não serão todos bilionários?

Também vou ter saudades.
Estou mesmo a ver que alguém me vai mandar dizer disparates para o blogue:))

Besos pá usê, tu num cóme muito doce não, qui faiz mal, arrenqui bêm fúmádo é mélhó.

Agoóra agente vai respodê us outros purque aíndá tem qui trabalhá. Agente vai di féria, moça.

Lizzie disse...

e Arábica, até maiz vê...

Lizzie disse...

Capitão:
não faleis muito alto, que a Pitanguí Oxalá ainda vos pranta leitura semi-míope em cima.

E sabei que ainda não percebemos bem qual a dose de niilismo que anda para aí, pois que tão depressa somos imunes aos desastres como eufóricos no desenvolvimento.
Andamos é com medo de ter de vender o nosso jacto particular.

Enfinzes...

E ficai a saber que somos tão astericais quanto vós.
Somos de ver muita gente a fingir que é feliz nestes períodos e muitos infelizes com vontade acentuada pela obrigatória quadra, com a tal vontade de nunca ter nascido.

Enfinzes outra vez.

E , olhai...que seja melhor que este, com ou sem zaratustras (palavra horrível para a nossa dislexia, tivemos que ir copiar a vossa)

Continência

Lizzie disse...

Alien:
é sabido que Karamba e Maya, com Y, são doutos na matéria.

E estou de acordo contigo: depois de ter lido umas declarações do Vaticano em que nem sequer bate nos países que têm pena de morte para práticas homossexuais, valha-me o patrão S. Pedro das chaves, todas as previsões são possíveis...:)
Até iremos para o novo aeroporto caminhando sobre as águas:)

Também te (vos) desejo o mesmo, retribuindo-te (vos) os elogios e a simpatia

Um grande abraço.

Lola disse...

Lizzie,

Estas previsões para 2009, são dignas de uma vidente superior.

Curvo o meu corpo em vénias infinitas.

E candidato-me ao grupo do sofá que já está ao nosso jeito.

Levo vitualhas e vinho para acompanhar o pão da D. Rosa e neste meio tempo, aconchego-me ao grupo e deixo o tempo passar...

Beijos grandes

tolilo disse...

tia lizzie

sou demasiado pequeno para entender todo o seu post mas fico triste se for de abalada.

eu fico em casa da minha tia ligia à espera de outros tios. baralhado um pouco porque acho que no natal tudo deveria ser
cor de rosíssimo e afinal é um tanto agreste .

não pode de vez em quando ir ao meu canto aconchegar-me os cobertores no meu berço?

Chuac_! e bom Natal, com muitos sininhos e bolinhas pink.

Arabica disse...

:-D


(rebentei a rir)


:-D


Amanhã, respondo-te :-D

Lizzie disse...

Lola:

perguntei agora à vidente se iam cair aviões com a ventania ou outras tempestades mas ela disse-me que se tinha esquecido dos óculos de ver o futuro ao perto:)

De qualquer forma, tens lugar reservado no sofá. Podes também adormecer que,diz-me a experiência,o estofo tem efeito hipnótico.
Também não me parece que fiques incomodada se a velha gata Pepa Imaculada se fôr aninhar nas tuas pernas. Depois de velha, não pode ver ninguém lá estendido. E rouba tudo quer seja comida ou espaço.

obrigada e beijinhos

Lizzie disse...

Tolilo:
Oh meu filho, estou de abalada mas volto e lá irei aconchegar-te a roupa não desates tu aos berros, daqueles em que se vê ainda para além do esófago,e ranhoso. Já era altura de alguém te ensinar a assoar.

Então vai lá brincar com os brinquedos cor de rosa às pintas que ainda és muito pequeno para as conversas de videntes desdentadas e com chapéu em bico na cabeça.
E nessas mãos sapudinhas ainda nem se vê a linha do destino.

Beijinho da tia

Lizzie disse...

Arábica:

a vidente também fez as previsões para Espanha, mas ao telefone e a hablar cumo lhóx galleguz e cumó gitanhitaz dé Atóxa e ficou avixada que assim que xe lembrarz de poner lox piéz en Castilla ou Catalunia, entra dentro de uma ambulãncia do 112.

E com colete de forças...:))

Num se faz, coitadinia da Bruxa.

Bjs

Anónimo disse...

:))))))))))



TU tão TU




Genial!!!!!!!!



Mil beijos



P.

Anónimo disse...

Roubei esta t/b!


Linda!





P.

Arabica disse...

Lizzie :)))


Eu acho tanta graça ao teu sentido de humor, à forma como vais comunicando connosco, prendendo-nos (sem cordas!!!) comentário, após comentário!

Nem consigo responder :)

Rio para ti :)

E faça o favor de não desaparecer com as suas graças e mimos dentro de uma sacola a tiracolo :)

E se a Lizzie quer muito férias, então que nos permita -ainda- rir um pouco com a Zizzie :)

Um abraço daqui até aí :)

the joker disse...

Boas festas... e excelentes carícias!

Angelus// The Phantom Of The Opera disse...

Lizzie, passei para desejar um excelente natal..

dark kisses

Arabica disse...

Zizzie


Faz-me a senhora o favor de ver o que guardam os astros para o meu avental de campanha? :)))


Ainda agora as tartes vão no adro.


A procissão, desculpe :))


Abraço kilo.metrico :)

Emma Larbos disse...

Lizzie,

Espero que estjas preparada para processar a vidente daqui a um ano, no caso de as previsões não se cumprirem.
Acho que devíamos consultar os jornais de há um ano atrás e conferir tudo o que foi predito para 2008.
Está na hora de o profetismo ser reconhecido uma profissão de alto relevo social e de grande utilidade pública. Para isso é preciso responsabilizar os videntes em actividade e libertar o mercado dos charlatães.
Acho que depois disso nos sentiremos realmente felizes por podermos acreditar mesmo a sério nestas previsões!
Como está o tempo aí em Madrid? Também chove como cá?

Arabica disse...

Bom Ano Novo, Lizzie!


Como criança mimada, reclamei o direito de aqui me sentar, neste entardecer primeiro do ano...

Lareira acesa, neta no quarto a terminar alguns do TPCs que trazia para as férias...

Pois que seja um bom ano, Lizzie, ano de concretizações, privadas, anónimas ou do dominio publico, que seja um ano bom para acordar e perceber todos os valores e todos os risos...

que seja um ano bom para viagens, de kms de asfalto ou daquelas que fazemos, enroscados numa manta, através de um livro, de uma música ou de um sonho...

que seja um ano de inicios, um ano de terminos (porque não? lembro-me de certas vesículas preguiçosas, por exemplo, que poderiam muito bem deixar de ser preguiçosas;), um ano de pontos cheios, um ano de mar e escarpas, um ano de falésias vencidas, um ano de chocolates quentes, um ano de músculos contentes...

...que seja um ano bom, Lizzie!

Beijos

Lizzie disse...

Pêzinha, niña de mi corazón, o que nos lembrámos de ti...

Prepara-te que vais ter uma surpresa, assim te deixem voar ou comboiar que lá ninguém te vai roer a alma

Ay qué coño:))

(é só para te ires habituando)

Lizzie disse...

Arábica:
disse-me a Zizzie que o teu avental vai ficar tão cheio de nódoas obreiras de caldeirada de choco, de manchas de madeira carbonizada, que nem três litros de neoblanc gentil ou agressiva lhe vão limpar as marcas da generosidade, ou tirar a forma de um corpo ainda menino de neta, adormecido ao som de histórias à lareira.

Deste meu vai-vem de estrada de agradeço, brindando com tisana de cidreira, já que a vesícula teima na perguiça, não tivesse ela a quem sair:))

Besos com traços já desenhados no cérebro, entretido pela folia entre toxinas moribundas e ligeiríssimos vírus com a mania das grandezas.

Lizzie disse...

Joker
obrigada.

Lizzie disse...

Angellus:
obrigada por teres passado.
Também te desejo, agora, um ano cheio de ideias trabalhadas e por trabalhar, que é outra forma de dizer, que espero que tenhas um ano imerso na tua arte.

Lizzie disse...

Ai Emma, que tempo...houve horas que até deu para prever dilúvio.

Essa do reconhecimento da profissão de vidente é uma excelente ideia, quiçá até apadrinhada pela "novas oportunidades" ou pelo acordo de Bolonha: licenciatura em "Gestão em indicios de aplicação em variáveis futuras"

Daqui a um ano logo veremos se processamos esta vidente ou não. Charlatã, coitadinha, não é. Tem é saber e intuição empirica. No minimo. No máximo vê, ainda mais longe que os politicos em ano de eleições.

Tadinha, não lhe gabo a sorte.